quinta-feira, 24 de março de 2022

Uma sequência de provas – por Pedro Luiz Cianfarani

 

Não costumo fazer muitas provas em sequência, mas com os cancelamentos de provas nos últimos anos e o surgimento de uma inédita que fui convidado não tive escolha senão encaixar todas e deixar uma missão difícil para meu irmão e treinador Beto.

 A princípio faria os 100 km da UAI Reverse como treino para BR 135, mas no meio do caminho apareceu um convite para participar da inédita prova no Brasil no formato Resta 1, a BR Los, prova esta certificada pelo próprio Lazarus (Diretor da Barkley) e como disse, uma missão difícil em encaixar treinos, provas e recuperação.

Começando com os 100 km da UAI Reverse, em 13/11, na qual foi bem tranquila já que o objetivo seria terminar sem muito desgaste, com aquela sensação de quero mais e sem comprometer as demais provas, completando os 100 km em 14 hrs e 49 min. Assim, na sequência, com intervalo de apenas 2 semanas partimos para a BR Los, me preparando na expectativa de permanecer pelo menos 24 horas na prova. Decepção total... devido ao percurso muito difícil que não permitiu a prova se estender muito, durando apenas 8 horas total e eu ficando na terceira hora. Chateado, mas precisaria seguir e manter o foco no preparo, agora os 217 km da minha 11ª BR 135 em 19/01 e um pouco mais de um mês de preparo, mas com um detalhe, tinha uma viagem de passeio na região Sul do Brasil. Sem deixar atrapalhar o passeio e meu treinamento consegui, conciliar alguns treinos pelo Caminho de Caravaggio, inclusive um na
companhia do amigo Cleonir de Caxias do Sul.

Conclui assim minha 11ª BR 135 em 39 hrs e 39 min, com muita emoção nos 40 Km finais, por uma lesão no joelho direito devido as inúmeras descidas do Caminho da Fé, mas compensado com o troféu especial de 10 participações.

Agora tinha mais este desafio, recuperar o joelho e manter os treinos para os 280 km da RMR em 17/03. Assim, o Betão focou no fortalecimento e rodagem afim de chegar com a musculatura forte para o desafio. Mais uma vez o preparo foi acertado e em uma prova marcada pelo forte calor e muitas desistência conclui minha terceira participação na modalidade 280 km com apoio, conquistando ainda a 5ª colocação em 55 horas.

Realmente uma sequência de provas que não costumo fazer, pois sempre procuro respeitar minha recuperação entre as provas.

Deixo aqui meu agradecimento ao meu super parceiro, treinador e irmão Beto Cianfarani que tornou possível esta sequência.

6 comentários:

  1. Não é a toa que o Pedro é meu primo!
    Ultra MAD...hey

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E sabe que ainda sigo seus conselhos da proteína em longas distancias após umas 4 hrs . Valeu

      Excluir
  2. Parabéns, Pedro. Show de bola a sua performance. 👏👏👏👏👏🤝👍💪🙏🏃🏽‍♂️

    ResponderExcluir